Selo Cozinha Mineira destaca culinária como patrimônio cultural do estado

Atualizado: 13 de set.





Mais um projeto de grande importância que a Patuá participa, um projeto voltado à valorização da cozinha mineira. É o Selo da Cozinha Mineira, “marca” do projeto do Inventário da Cozinha Mineira, que visa reconhecer a culinária como patrimônio cultural de Minas Gerais. O selo tem chancela do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico (Iepha-MG) e do Instituto Periférico. Durante evento de lançamento realizado na cidade mineira de Tiradentes nesta segunda feira (21), o secretário de cultura e turismo do Estado, Leônidas Oliveira, destacou que a iniciativa é uma ação fundamental para fortalecer o turismo cultural em Minas e estimular projetos ligados à economia criativa no estado. “A cozinha mineira está relacionada ao turismo cultural, nessa transversalidade entre os dois segmentos. Em Minas, 71% do turismo é cultural", disse, em Tiradentes, cidade escolhida para sediar o evento. Oliveira também ressaltou que a criação do selo valoriza história e tradição de Minas Gerais. “O Selo Cozinha Mineira é uma importante ferramenta para consolidar as tradições mineiras e nossas políticas públicas, transformar nossa cozinha em um patrimônio cultural de todos os mineiros”, afirmou.


Marca

A identidade visual criada para o projeto Cozinha Mineira será aplicada nas publicações e documentos oficiais, na página eletrônica e nas redes sociais do projeto. O logotipo será desdobrado em um selo que será utilizado por instituições e estabelecimentos comerciais que se tornarem parceiros do esforço de promoção e salvaguarda da comida mineira. A equipe do projeto pretende licenciar o selo para utilizá-lo em futuras campanhas de divulgação, em peças como fachadas de estabelecimentos, aventais, copos, toalhas, pratos, embalagens de produtos e utensílios, entre outras possibilidades. O projeto Inventário da Cozinha Mineira tem o patrocínio da Gerdau, da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) e da Companhia de Gás de Minas Gerais (Gasmig), por meio da Lei de Incentivo à Cultura, do governo federal, e parceria da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult), firmada por meio de acordo de cooperação entre o Iepha-MG e o Instituto Periférico.

A Patuá será responsável pela plataforma virtual que organizará todo o conteúdo gerado por este projeto, assim como todas as informações de sua evolução e noticias ligadas a temática.

SE VOCÊ CURTE AS AÇÕES DA PATUÁ SIGA NOSSAS REDES PARA SABER TUDO EM PRIMEIRA MÃO!

  • Instagram
  • Facebook